Buscar
  • Exxtend

CRISPR-Cas9



Como um Nobel de Química pode ajudar a salvar vidas no Brasil?


A premiação deste ano condecorou as pesquisadoras Emmanuelle Charpentier e Jennifer A. Doudna. Juntas, elas trabalharam no desenvolvimento de um método de edição do genoma chamado de CRISPR-Cas9.


O CRISPR (Clustered Regularly Interspaced Short Palindromic Repets) funciona assim: quando um vírus invade o corpo de uma bactéria, a mesma utiliza um mecanismo de defesa que guarda a informação genética desse vírus. Caso ocorra uma próxima infecção do mesmo antígeno, a bactéria utilizará o RNA para emparelhar a proteína Cas9 com o código genético do vírus, cortando-o. Os cientistas podem usar esse método para direcionar enzimas para partes específicas de DNA de seres vivos, possibilitando cortá-las e substituí-las.


A partir desse processo, pesquisadores do Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEPAE), estão desenvolvendo um tratamento para doenças hematológicas como a anemia falciforme.


Essa doença ocorre após uma mutação gênica, de caráter hereditário, que faz com que as hemoglobinas tenham suas propriedades químicas alteradas pela troca de um aminoácido que compõe uma das suas cadeias. Essa alteração gera a deformação das hemácias, que assumem a forma de foice - daí o nome da anemia - resultando na má oxigenação dos órgãos e coagulação de sangue, podendo gerar lesões nos olhos, rins, fígado, cérebro e pulmões, além do coração.


Os pesquisadores então coletaram células-tronco extraídas da medula óssea (responsável pela produção de células sanguíneas), depois modificaram seu DNA, cortando e reconstruindo a sequência genética para que, quando realocadas ao organismo, produzissem hemácias saudáveis.


Atualmente, a única cura para a anemia falciforme é o transplante de medula óssea, medida que ainda é limitante pelo fato do doador ter que ser 100% compatível. Torcemos para que a pesquisa logo siga para os testes clínicos e ajude a população brasileira, que hoje é um dos países que mais sofre com doenças falciformes.


Siga a Exxtend:

Facebook: https://bit.ly/exxtendbr

Instagram: https://bit.ly/exxtend_

LinkedIn: https://bit.ly/exxtend

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
topo da página dr. oligo.png